Meu humor



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, IMPERATRIZ, Homem, de 20 a 25 anos, Esportes, Música, livros



Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Charges
 Jornal O Progresso
 Representações
 Palmeiras
 Vinícius de Moraes
 Diogo Mainardi
 Escute Banda Antiquários pop/rock
 Blog do Josias
 Jan Ricardo
 Arnaldo Jabor ( Crônicas em Áudio)
 Blogs Legais UOL
 Isnande Barros




Blog do Phelippe Duarte
 


LISTA DA COPA!

CONFIRA A LISTA DOS 23 JOGADORES CONVOCADOS PELO TÉCNICO DUNGA PARA A COPA DO MUNDO
GOLEIROS:Julio César (Inter de Milão), Gomes (Tottenham), Doni (Roma)
LATERAIS:Maicon (Inter de Milão), Daniel Alves (Barcelona), Michel Bastos (Lyon), Gilberto (Cruzeiro)
ZAGUEIROS:Lúcio (Inter de Milão), Juan (Roma), Luisão (Benfica), Thiago Silva (Milan)
MEIO-CAMPISTAS:
Felipe Melo (Juventus), Gilberto Silva (Panathinaikos), Ramires (Benfica), Elano (Galatasaray), Kaká (Real Madrid), Josué (Wolfsburg), Julio Baptista (Roma), Kleberson (Flamengo)
ATACANTES:Robinho (Santos), Luis Fabiano (Sevilla), Nilmar (Villarreal), Grafite (Wolfsburg)

 

Eu errei alguns nomes e não me surpreendi com a ausência de Adriano. Esta seleção,se você prestar bem atenção,é um pouco a cara da seleção de 1994. Com um meio-campo burocrático,de toque de bola e sem nenhum nome em especial,apenas Kaká,que pode ser,o Raí daquela geração,mas,esperando que de Kaka,haja brilho,como não houve com Raí.

Na frente,a confiança nos gols de Luis Fabiano e alguma genialidade de Robinho,está na hora de amadurecer. É a vez dele. A nossa zaga,é a melhor do mundo atualmente,a começar pelo goleiro.

Estamos bem para o Hexa. Ganso e Neymar,que ensaiem dancinhas para 2014,pois ai sim,eles estarão lá! Se Deus quiser!

Rumo ao Hexa com todo amor e fé! Vamos Dunga,vamos Brasil!



Escrito por Phelippe Duarte às 03h05 PM
[] [envie esta mensagem
] []





Convocação!

É a primeira lista desde 1994 que não teremos,infelizmente,Ronaldo Fênomeno,por questões que só Ronaldo mesmo pode responder,fora da Copa. Também é aquele dia,em que sentimos falta de um Romário,um Rivaldo,um Taffarel... nome de gênios do futebol,que hoje se você olhar pra lista abaixo,de gênio,só o que vamos rezar pra achar e pedir três desejos pra essa lista: Ronaldinho Gaúcho,Ganso e Neymar.

Mas talvez,o gênio deste time não atenda a três pedidos,deixando Neymar de fora. Mas eu acho,que ele atenderá um,levando o Ganso. Mas,esta é a minha lista,dos caras que eu levaria:

Goleiros: Júlio César, Gomes e Marcos

Zagueiros: Juan, Lúcio, Luisão e Thiago Silva

Laterais: Maicon, Daniel Alves, Michel Bastos e Roberto Carlos

Volantes: Gilberto Silva, Felipe Melo e Josué  ( procurei alguém melhor que o Josué,mas esse nome tá tão fixado na minha mente,que não achei)

Meias: Kaká, Elano, Ramires, Ronaldinho Gaúcho e Paulo Henrique Ganso

Atacantes: Luís Fabiano, Robinho, Neymar e Adriano

 

Essa seria minha lista. Vamos ver,quantos acertei mais tarde.

Pra frente Brasil!



Escrito por Phelippe Duarte às 09h34 AM
[] [envie esta mensagem
] []





UMA HISTORINHA DE AMOR

 

Ele era um trabalhador,não tinha tempo para os estudos,assim como a maioria dos rapazes da sua idade que precisavam trabalhar para viver. Tinha saído de sua terrinha natal para tentar a vida em outra cidade,junto aos seus pais e irmãos. Os sonhos eram escorridos pelo suor do corpo e a realidade do que via,deixava-o fascinado em poder crescer na vida e ter a sua própria família.

Ela tinha sonhos. Estudava fora da cidade,pensava em prestar vestibular e ser doutora. Ao ápice dos seus vinte e poucos anos,levava a vida com paixão,alegria e seriedade quando precisasse. Aos quinze anos,o pai dela falecera,e como escudo de amor,apenas a mãe dela. Voltou para a sua cidade,interrompendo os estudos por questões não de desinteresse,mas com a vontade de mais na frente,terminá-los. Enquanto isso,arrumou um trabalho e passou a sentir-se adulta. Quando ele a viu a primeira vez,quis ficar com ela. Ela o esnobava,o achava chato e sem graça. Quando ela saia,ele ficava atrás,tentando puxar conversa ou qualquer coisa que chamasse a sua atenção. A aproximação foi inevitável,ele era incansável em sua batalha de conquista,assim como na vida de trabalho. Começaram a namorar quando ela tinha vinte e um anos e ele,vinte e sete. Namoraram pouco tempo, e no meio inverso das situações, casaram,mas antes de casarem... ela engravidou. E ao longo dos meses que se passaram,ela fez 22 anos. Uma menina ainda,saindo de casa,meio perdida sobre o que ainda queria  ao certo. Mas no dia vinte e oito de agosto de 1984,pela primeira vez,ela teve a certeza de que agora,saberia o que queria e o que precisaria fazer,pois concebia o seu primeiro filho. Ele sorria como na juventude,quando saíra de casa,atrás de novos caminhos.

Ela então,virou a minha mãe. Eles passaram por muitas dificuldades e muitas alegrias. Viviam bem e decidiram ter o segundo filho. A princípio,ela achava que era uma menina,e não quis fazer a ultra-som. Ele,encorajado pela certeza dela,comprou roupas,sapatinhos,decorações,tudo cor de rosa. Mas ao primeiro grito da criança,no dia 19 de dezembro de 1986, o sonho de ser uma menina,tinha um pintinho no meio das pernas. Nascia meu irmão,Caio Duarte Santos,com muita saúde e gritando bastante.

O tempo foi passando,os meninos crescendo.Já era hora de pensar em ter outro filho. A vida de mãe era de uma coragem imensa, o que me permite uma lembrança que logicamente,a mim foi contada,por eu ter a marca: certa vez,para vencer seus medos interiores, arrancou uma rã (talvez ela nem leia esse nome) do pára-brisa do carro,numa chuva forte,para conseguir continuar seu caminho,quando me socorria aos 7 meses de idade,ao queimar a perna com ferro de passar roupa. Ela sempre soube,que seria uma mãe corajosa e lutadora. Em 1990,no dia 19 de março,nasceu Pedro Duarte Santos.

Ele escolheu o nome,na ansiedade dela,que temeu por um nome pior,quando ele disse que daria o nome do seu avô. Quando ele falou Pedro,ela amou,assim como amou o terceiro filho que chegara. Ele mandou fazer várias camisetas escritas Pedro 90,em homenagem ao seu caçula.

Hoje,20 anos depois do nascimento de Pedro, ela,minha mãe,apesar da partida dele,meu pai, no ano passado,continua sendo uma mãe corajosa e lutadora,assim como sempre foi e tenho certeza,de que sempre será. A você mãe, Alda Olívia Moreira Duarte Santos,todo o meu amor,e na dificuldade da minha escrita,que agora chora de emoção,eu continuo com você e meus irmãos a seguir em frente,pois você merece que nós,sejamos o que ele sempre foi pra você: Homens de verdade,com os sonhos escorrendo pelo suor. Parabéns pelo seu dia que é todo dia.Eu nasci te amando e viverei te amando.

 

Phelippe Duarte



Escrito por Phelippe Duarte às 09h30 AM
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]